Sábado, 27 de Novembro de 2021 18:11
83 991878740
Cotidiano DUBAI

Operação retira 400 famílias de ocupação em comunidade de João Pessoa

A operação é coordenada pelo Ministério Público e conta com 600 policiais militares.

23/11/2021 06h38 Atualizada há 4 dias
Por: Redação
Operação retira 400 famílias de ocupação em comunidade de João Pessoa

A 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital (Juiz Antônio Carneiro de Paiva Júnior), atendendo a uma Ação Civil Pública impetrada pela Prefeitura de João Pessoa, determinou a desocupação imediata da área que passou a ser chamada de comunidade do Dubai 1, em Mangabeira VIII, na zona sul de João Pessoa. A operação para desocupação é realizada na manhã desta terça-feira (23).

Estima-se que, atualmente, são mais de 400 famílias ocupando irregularmente a área.

A operação é coordenada pelo Ministério Público e conta com 600 policiais militares, além de profissionais de outros órgãos.

A Polícia Militar cumpriu um mandado de prisão contra um homem de 26 anos e apreendeu cerca de 80 quilos de maconha durante reintegração de posse da comunidade Dubai, em João Pessoa. O preso tem 26 anos e tinha mandado de prisão por roubo. Além disso, as drogas foram apreendidas em dois pontos distintos da comunidade. 

 

O local fica em uma área de preservação ambiental, com 15 hectares da mata atlântica remanescente do país. Segundo a polícia, para construir moradias irregulares, as pessoas devastaram grande parte da mata, com derrubada de árvores e queimadas, cometendo assim crime ambiental e extinguindo diversas espécies da flora e fauna.

Primeiras ocupações da comunidade, em 2020.

Além do crime ambiental, foi constatado que a área estaria sendo dominada por integrantes de uma facção ligada ao tráfico de drogas, inclusive o líder, chamado de Sheik, foi preso nos últimos dias com arma e drogas.

Os policiais militares vão cumprir a decisão, auxiliando os moradores a deixarem o local, e logo em seguida a prefeitura vai fazer o registro de pertences dos moradores e o setor social vai atender as famílias.

Após a desocupação, a área deve ser cercada, pois a liminar de hoje proíbe novas ocupações, com o objetivo de resgatar o que sobrou do meio ambiente local.

Armas e drogas que por ventura sejam apreendidas na operação, serão levadas para a Central de Polícia.

A área destruída tem cerca de 13 hectares de vegetação o que corresponde a 13 campos de futebol.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias