Sábado, 27 de Novembro de 2021 16:45
83 991878740
Política POLÊMICA

VÍDEO: Deputado é barrado em retorno das sessões presenciais da ALPB

O parlamentar foi impedido de entrar por não ter tomado as duas doses da vacina contra covid-19.

19/10/2021 14h23 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O deputado estadual cabo Gilberto Silva (PSL) participou nesta terça-feira (19) da sessão da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) do lado de fora das dependências da sede do Poder legislativo. O parlamentar foi impedido de entrar por não ter tomado as duas doses da vacina contra covid-19, o que é exigido pela resolução interna da Casa.

O deputado tentou colocar em votação uma questão de ordem para que fosse permitida a sua entrada argumentando que também havia feito um teste com resultado negativo para covid-19. O pedido, no entanto, foi indeferido pelo presidente da ALPB, Adriano Galdino.

"Há um compromisso público e termo assinado pelo próprio deputado de não entrar na Casa de Epitácio Pessoa até que tenha tomado a segunda dose. Então, é um assunto já vencido e espero que esse tema não retorne mais", respondeu Adriano.

O imbróglio teve início no dia 5 deste mês quando foram retomadas as atividades presenciais da Assembleia. Para o retorno das sessões de forma híbrida, ficou estabelecido que servidores devem estar com o ciclo vacinal completo (duas doses) para comparecer presencialmente à ALPB. Aqueles que recusarem tomar a vacina não poderão se fazer presentes ao trabalho, correndo o risco de ter corte em seus salários.

Mesmo assim, na primeira sessão ordinária, cabo Gilberto desrespeitou a norma e esteve presente no plenário da Casa sem estar vacinado. Deputados como João Gonçalves e Hervázio Bezerra se pronunciaram contra e o deputado foi ameaçado de ser levado ao Conselho de Ética. O parlamento, então, cobrou que Gilberto iniciasse a vacinação, que atendeu o pedido dos colegas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias