Sábado, 27 de Novembro de 2021 16:53
83 991878740
Política CPI DA BANDA LARGA

Representantes da Energisa serão ouvidos nesta segunda na CPI da Banda Larga

Da reunião também participam os conselhos de usuários das operadoras Claro e Vivo.

17/10/2021 11h32
Por: Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Câmara Municipal de João Pessoa recebe, nesta segunda-feira (18), às 11h, representantes da empresa concessionária de energia elétrica na Paraíba, Energisa, para de uma reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a qualidade da prestação de serviços de internet banda larga na Capital (CPI da Banda Larga). Da reunião também participam os conselhos de usuários das operadoras Claro e Vivo.

A vereadora Eliza Virgínia, presidente da CPI da Banda Larga, destacou que vai solicitar explicações sobre cabeamentos, muitas vezes de internet, que são rompidos frequentemente na Capital. “Todas as operadoras precisam dos postes para fazer o cabeamento da internet e vemos, além da desorganização, fios soltos que podem causar danos às pessoas nas ruas. Se a Energisa é detentora dos postes, por que ela não resolve o problema dos fios soltos, que ocasionam até na interrupção dos serviços prestados pelas operadoras?”, questionou Eliza Virgínia.

Para a parlamentar, é preciso saber exatamente até onde vai a responsabilidade da Energisa na questão dos cabos soltos e onde começa a responsabilidade das operadoras em solucionar tais problemas. “Vamos pedir informações e esclarecimentos para que haja a devida regulamentação a respeito desse problema”, afirmou a vereadora salientando que tem um Projeto de Lei em tramitação na Casa que dispõe sobre a obrigação da empresa concessionária de energia elétrica realizar o alinhamento ou a retirada dos fios, cabos e demais equipamentos fixados em postes, que não tenham mais utilidade ou estejam em mau estado de conservação.

Ainda segundo a presidente da CPI, a presença dos conselhos de usuários é de grande importância para a apuração. “Eles detém muitas informações precisas sobre a pouca ou nenhuma atenção que as operadoras têm para com os clientes. Vamos saber quais as principais reclamações e quais as principais cláusulas que as operadoras descumprem”, adiantou a parlamentar. Também foram convidados a participarem da reunião os conselhos das operadoras Oi e Tim.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias