Segunda, 02 de Agosto de 2021
83 991878740
Política PANDEMIA

Raoni Vita critica desperdício de dinheiro da OAB-PB enquanto 60,7% dos advogados passam dificuldade

A OAB deveria ter efetuado a redução da anuidade anteriormente, inclusive porque houve redução de custos da entidade.

21/07/2021 10h22 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma pesquisa realizada pela Fundação Arcadas mostrou que, para 60,7% dos profissionais da advocacia, a dificuldade financeira foi o principal problema enfrentado durante a pandemia. O advogado Raoni Vita lamentou os dados e cobrou, nesta terça-feira (20), mais apoio aos profissionais do Direito no estado, criticando o fato de a Ordem dos Advogados do Brasil na Paraíba (OAB-PB) não ter adotado uma postura de redução de gastos e de apoio aos advogados nesse período. 

Vita citou como exemplo os gastos desnecessários com outdoors nas ruas de João Pessoa, em pleno ano eleitoral da entidade e citou um outro estudo realizado pelo Grupo Trab21, em parceria com a Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro (Caarj), que mostrou que 71% dos profissionais da advocacia sofreram com a diminuição de salário, sendo que dois a cada cinco trabalhadores do setor foram demitidos.

“A situação não é diferente na Paraíba. Os relatos e o que percebemos da nossa classe é um cenário de dificuldades. A direção da Ordem já havia tomado a decisão equivocada de antecipar para julho a cobrança da anuidade em plena pandemia. Agora esta medida de gastar dinheiro com propaganda, quando muitos profissionais estão desempregados e os escritórios reduziram seus faturamentos por causa da situação do país, é ainda mais descabida”, afirma Raoni.

Para Raoni, a OAB deveria ter efetuado a redução da anuidade anteriormente, inclusive porque houve redução de custos da entidade com a adoção do home office e do distanciamento social imposto pela pandemia. “Proponho reduzir objetiva e linearmente a anuidade nos próximos anos. A OAB precisa ter sensibilidade, dar a mão à classe, compreender o momento que as pessoas vivem. É por esta razão que advogados e advogadas não se sentem mais representados pela Ordem, mas isso será diferente”, defendeu.

Raoni Vita disse ainda que, para além do período inapropriado por causa da crise econômica, ele considera inaceitável que a instituição gaste com publicidade em um ano de eleição para renovação da diretoria da OAB-PB.

“A OAB na Paraíba precisa perceber o presente e entrar em sintonia com a nossa classe para apresentar caminhos e soluções, para construir um novo futuro”, acrescenta.

Cenário - A ausência de novos casos e a baixa prospecção de clientes foram citados por mais da metade dos entrevistados na pesquisa da Fundação Arcadas: 60% e 55%, respectivamente. A inadimplência dos clientes afetou 53%, e 60% dos entrevistados listaram que a pandemia causou queda nos rendimentos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias