Sexta, 12 de Julho de 2024 11:26
83993941578
Política ELEIÇÕES 2024

Sara Cabral segue inelegível para as eleições 2024, decide TRF5

Decisão foi proferida pelo desembargador Federal Roberto Wanderley Nogueira

11/07/2024 09h19 Atualizada há 21 horas
Por: Redação
Foto: reprodução
Foto: reprodução

Sara Cabral (MDB), pré-candidata a prefeita de Bayeux segue inelegível e não poderá disputas as eleições municipais deste ano. A decisão foi proferida pelo desembargador Federal Roberto Wanderley Nogueira, relator do agravo de instrumento interposto por Sara Cabral contra a decisão da 1ª Vara Federal da Seção Judiciária da Paraíba, após a ex-prefeita ter seu pedido de alteração da data de trânsito em julgado negado pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5).

A pré-candidata buscava modificar a data do trânsito em julgado da condenação que suspendeu seus direitos políticos, alegando que a condenação transitou em julgado em 26 de março de 2018, e não em 27 de setembro de 2019, como registrado inicialmente. Segundo a defesa de Sara, a interpretação da coisa julgada parcial deveria ser aplicada, o que beneficiaria a pré-candidata na contagem do prazo de inelegibilidade.

No entanto, o TRF5 indeferiu o pedido, afirmando que a coisa julgada parcial não se aplica a ações de improbidade administrativa. A decisão destacou que a Lei n.º 8.429/1992, que regula os atos de improbidade administrativa, determina que a perda dos direitos políticos só se efetiva com o trânsito em julgado da sentença condenatória, o que no caso de Sara Cabral, ocorreu em 27 de setembro de 2019. Portanto, a contagem da suspensão de seus direitos políticos deve ser feita a partir desta data.

O desembargador Nogueira esclareceu que a coisa julgada progressiva, fenômeno em que cada pedido tem seu mérito julgado em momentos diversos, não se aplica ao caso de Sara Cabral, onde todos os pedidos foram julgados conjuntamente. A decisão reiterou que a argumentação da defesa, baseada em preclusão, não altera a data de trânsito em julgado estabelecida.

A reportagem deixa aberto o espaço para que os mencionados possam se manifestar sobre os fatos, caso desejem.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias