Sexta, 12 de Julho de 2024 10:51
83993941578
Política PARALISAÇÃO

Servidores do Incra/PB paralisam atividades em defesa da reestruturação do órgão

As portas do Incra estiveram fechadas e não houve atendimento ao público externo durante toda a manhã.

09/07/2024 17h14
Por: Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Os servidores do Incra na Paraíba (Incra/PB) paralisaram suas atividades na manhã desta terça-feira (9), em defesa da reestruturação das carreiras e do órgão, que completa, nesta data, 54 anos de existência.
 
As portas do Incra estiveram fechadas e não houve atendimento ao público externo durante toda a manhã.
 
Os servidores defendem a reestruturação de suas carreiras, que atualmente têm a menor remuneração entre os órgãos do Executivo Federal.
 
A remuneração defasada e a ausência de gratificação para os servidores que possuem pós-graduação, como acontece em outros órgãos federais, têm provocado a evasão de boa parte dos servidores aprovados nos últimos concursos para o Incra, realizados em 2004, 2005 e 2010. Eles trocaram o Incra por órgãos do Executivo Federal com melhores carreiras, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
Para os servidores do Incra, o Concurso Nacional Unificado (CNU), que oferece 742 vagas para o órgão, pode agravar o deficit de pessoal, pois vários ocupantes de cargos de nível médio e superior se inscreveram com o intuito de migrarem para órgãos que oferecem melhores condições de trabalho – alguns com salário inicial maior que o valor em final de carreira no Incra.
 
Os servidores do Incra/PB devem realizar outras mobilizações, sempre às segundas-feiras, com o objetivo de sensibilizar o governo federal para a situação de suas carreiras, a falta de infraestrutura do prédio onde funciona a regional e a escassez de recursos para a execução das missões do órgão: manutenção do cadastro de todas as propriedades rurais do país, reforma agrária, regularização fundiária e regularização de territórios quilombolas.
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias